Acessórios

Agulhas

Quando aprendi os primeiros pontos de tricô, lá pros meus seis ou sete anos de idade, não sabia ler receitas. Minha avó ditava “faça 20 pontos meia, depois 4 pontos tricô”. Quando decidi, décadas depois, “reaprender” a tricotar, procurei vídeos no youtube. Procurava em inglês e em português. Aprendi a tricotar com os termos em inglês pelo fato que há uma infinidade de receitas gratuitas naquele idioma (e também por conta do Ralvery).

A medida que fui melhorando e me aventurando em receitas mais complexas percebi que meus pares de agulhas, retas, de plástico não mais eram suficientes. Fui apresentada virtualmente a outras três agulhas: Agulha auxiliar, agulha de duas pontas e agulha circular.

Admito que todas essas novas agulhas são difíceis de achar aqui em BH. Apenas um armarinho ou outro oferecem uma pequena variedade de agulhar circular.  A de duas pontas ninguém sabe, ninguém nunca ouviu falar.

Agulha Auxiliar: esta agulha auxilia a você fazer aqueles trançados e torções lindas que elevam seu trabalho a outro patamar. Afinal de contas, uma coisa é ter uma touca em ponto 2 meia 2 trico, e outra é ter uma touca com duas tranças diferentes, que se entrelaçam e até você se pergunta como conseguiu aquela proeza.

agulha auxiliar

Agulha circular: consiste em uma agulha com duas pontas, ligadas por um fio plástico. Na prática, se voe estiver tricotando frente e verso, funciona exatamente como a agulha reta, porém, se seu trabalho for circular, você terá trabalhos sem costuras laterais. As agulhas, além de terem seus tamanhos, como as demais, também tem o tamanho do fio de plástico diferenciado. Os mais comuns são 40, 60 e 80cm.

Na agulha circular não se tricota o verso, somente o lado direito. É simples de usar, e depois que você pega o jeito (deve-se usar marcador de carreira, já que é quase impossível saber onde começa uma e termina outra), o trabalho flui.

agulha circular

Agulha de duas pontas: Item raríssimo nos armarinhos brasileiros. Essas agulhas tem duas pontas, e normalmente vem em kits de 4 a 5 agulhas cada. Tem o mesmo objetivo das agulhas circulares (tricotar em círculos, sem costura). Servem, principalmente, para trabalhos menores. São as mais indicadas para tricotar meias, por exemplo. Ao contrário das demais agulhas, é bem difícil de usar. Tenho a sensação de segurar um porco espinho, com aquele tanto de pontas na minha mão. Como só uso para trabalhos mais delicados, tenho pouca prática. Pretendo fazer uma meia ainda. Mas para isso, terei que praticar muito!

DPN

Caso queiram alguma ajuda para comprar suas agulhas, podem entrar em contato, que farei o máximo para ajudar.

Anúncios
blocagem, blocking, wet blocking

Blocagem – Por que fazer?

As vezes, quando fazemos um trabalho, deixamos de realizar dois passos muito importantes: amostra e a blocagem.

Hoje falarei sobre a blocagem (ou blocking).

Nem sempre, ao finalizar um trabalho, ele sai certinho, reto e esticado. Muita das vezes (a maioria, vamos falar a verdade), eles são meio mal ajambrados, meio tortos de um lado, enrolados de outro, nada a ver com as fotos da receita que pegamos. Você pára e pensa: não, não errou nada. Usou o mesmo fio que pedia a receita, as mesmas agulhas, o mesmo tudo, como pode!? Só pode ser alguma técnica que a outra pessoa tinha quando fez que você não tem.

90% dos casos, os projetos mal ajambrados podem ser corrigidos com a blocagem (os outros 10% não tem jeito mesmo. Você errou em alguma coisa).

Normalmente, eu faço a blocagem com uma garrafinha de spray (com água e um cadinho de nada de amaciante), um quadrado de E.V.A. (você pode comprar aqui) e vááários alfinetes. Quanto mais, melhor.

A técnica de blocagem consiste em modelar a peça de acordo com o ideal. Por exemplo, quanto mais detalhada uma peça, mais alfinetes você irá usar. Se for uma peça sem muitos recortes e pontas, menos alfinetes.

Depois de colocar seus alfinetes ao longo da peça, use o spray com água e enxarque toda a lã. Deixe secar. Sim. Paciência! Depois de fazer isso uma vez, irá fazer sempre!

1911125_460539084105675_1727185205402835553_o

11728742_460559204103663_6262864112945429635_o

Fiz um vídeo (péssimo, eu sei! Mas eu garanto que ficarei melhor no futuro!) para mostrar como faço a blocagem dos squares.

Receitas

Gorro trançado – The Purl Bee Travelling Cable Hat

A pedido de uma prima querida procurei uma receita (gratuita, claro) de um gorro trançado, daqueles com cara de caro, de coisa gringa, et voi la. Cheguei na The Purl Bee e me deparei com essa belezinha.

traveling-cable-hat-banner-600-31-669x441
Pic by the purl bee

Imprimi, traduzi um ponto ou outro e adicionei o pompom, a pedido de minha prima.

Usei agulha circular 4,5 de 60 cm (se você ainda não tem uma, compre agoraaaaa), fios Pengouin Sedificado (achei que um novelo ia dar, mas no final, quase na coroa, tive que acrescentar o outro novelo), agulha auxiliar 4,5 e agulhas de duas pontas para finalizar a coroa (outro Must Have)

IMG_7626[1]
Metade!!
IMG_7724[1]
Prontinha!!!

A receita, você encontra aqui. Caso tenham alguma dúvida em relação a algum termo, é só me falar que eu traduzo aqui (somente os termos, vez que a receita tem direitos autorais, e tal).

Acessórios

Organizando

Existem mil e um acessórios para quem costura, faz tricô, crochê: agulha de tapeçaria, agulha para trança, marcador de carreira, de ponto, ponteiras de agulha (pra manter seu trabalho todo na agulha), alfinete, mais agulhas de todos os tamanhos imagináveis, etc. E tudo bem pequeno. Pequeno e muitas vezes pontiagudos. Quem nunca tateou o sofá ou a cama a procura de uma agulha perdida?

Há algum tempo comprei esse kit. Ele vem com tudo que eu queria e mais um tanto de coisa que eu nem sabia para que servia. À época, o que havia me chamado atenção era o fato que vinha com três agulhas para tranças de três tamanhos diferentes. Comprei e não me arrependi.

  

Todos os marcadores de pontos, agulhas, fita metrica… Tudo certinho na caixinha.

Peguei ainda uma caixa que tinha em casa, uma maleta para ser sincera , e guardei lá minha tesoura, fazedor de pom-pom, alfinetes,  tudo que cabia (para ser honesta, até para guardar pequenos projetos eu uso).

Ter o ambiente arrumadinho, organizado, te propicia a fazer mais projetos. No meu caso, me propicia, também, a comprar mais coisinhas para organizar (e serem organizadas, óbvio).

Para as agulhas, tenho um porta agulhas de trico (já postei sobre ela aqui) que ganhei do namorado. Se pudesse, eu faria somente alguma coisa para proteger e evitar que as agulhas caiam quando estiver de cabeça pra baixo (tem horas que da vontade de chorar quando todas as agulhas caem)!

E vocês? Tem alguma dica para organização do material para seus projetos?

Midia

Na Mídia – Crochet para Homens

Alguns dias atrás vi uma reportagem mostrando bermudas para homens feitas em crochê. Hoje, com mais tempo, decidi procurar de onde vieram essas criações. OH LORD!

Descobri que as criações (não só bermudas, mas a coleção inclui calças, shorts, casacos) vem de uma lojinha na Etsy chamada Lord von Schmitt. Não achei muita coisa sobre o crocheteiro, mas aparentemente ele é jovem, e inovador. Em uma carta que mandou ao Weird Al Yankovic, o mais novo crocheteiro famoso, ofereceu ao artista as peças para que possa usar, Na carta, também, falou que antes era chamado de lunático, louco, mas que agora alguns canais famosos como E!, Fox estão atrás dele.

Eu achei as roupas de crochê dele meio estilo boogie oogie, meio Embalos de Sábado a noite. Achei legal como moda, tendência, mas não sei se seria plausível o uso. Já imaginou a homarada vestida com essas peças?

etsy lvs

fb lvs